• AMAB

Mobilização para preservar a floresta


A AMAB, o Instituto Ecoflora e a Mimirabolantes se juntaram aos moradores do entorno da Praça Radial Sul, para pressionar a Prefeitura a criar o Parque do Maciço da Preguiça, o que vai ajudar a preservar a cobertura vegetal daquela região de Botafogo.


Um ofício foi encaminhado no dia 8 ao Secretário Municipal de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro

Participe você também dessa mobilização!




Rio de Janeiro, 08 de novembro de 2021

Ofício 02/2021


Ao Senhor

Secretário Municipal de Meio Ambiente da Cidade do Rio de Janeiro,

Eduardo Cavaliere

Prezado Secretário,

Cumprimentando-o cordialmente e dando continuidade a Carta encaminhada a Vossa Senhoria em 23/09/2021, as entidades acima elencadas, representadas pelo Instituto Ecoflora de Atividades Ambientais, juntamente com a prestigiada Galeria Zagut, vem por meio desta solicitar autorização e apoio para realizar um plantio de reforço e enriquecimento de espécies da Mata Atlântica no dia 20 de novembro de 2021, em um corredor florestal degradado contíguo ao Maciço da Tijuca, com entrada pela Rua Ministro Raul Fernandes, 133, em Botafogo, conforme demonstrado na foto aérea abaixo.


No dia 11/09/2021 conversamos com o Secretário de Governo, Marcelo Calero, e no dia 23/09/2021, na ocasião da visita realizada pelo Gerente Executivo da SEGOVI, Sr. Alexandre Rinaldi, que veio com a Van do 1746 na Praça Radial Sul, entregamos a carta endereçada à SMAC e à SEGOVI, quando ele fez uma vistoria no local onde pretendemos realizar o plantio.


Este local de mata nativa é adjacente à floresta do Parque Nacional da Tijuca, portanto área de Proteção Ambiental e de Recuperação Urbana Municipal (APARU).Trata-se de terra pública que vem sendo cedida a incorporadoras imobiliárias que, no interesse de construir prédios nos locais, têm causado enorme degradação ambiental com a derrubada e retirada de trechos da mata e utilização de máquinas perfuradoras nas encostas rochosas.


Devido ao desmatamento, estamos tendo problemas ecológicos de aquecimento dos maciços, causando um calor intenso nos edifícios próximos às encostas, que não se resfriam por falta de ventilação, diminuída pela construção dos novos prédios que barram os ventos, e a mata degradada, que deixa de manter a umidade e a temperatura equilibrada nos morros. Também tem sido muito frequente na região o alagamento, pois sem as raízes das árvores a água da chuva enche rapidamente as tubulações, transbordando nas partes baixas do bairro.


A comunidade local deseja preservar esta pequena extensão da mata nativa e com terreno acidentado de cerca de 265 metros de perímetro, que inicia na Rua Ministro Raul Fernandes e segue no maciço, pois a devastação, além de causar grande prejuízo para a fauna e a flora, é importante corredor ecológico de ventilação, resfriamento das rochas e proteção climática.


Pretendemos que seja criado no local um Parque com parceria público-privada para divulgação de boas práticas ambientais, com trilhas, rapel, meditação e exposições de arte ligada ao meio ambiente. Isso pode gerar emprego, renda e maior consciência ambiental. Já temos algumas parcerias: a Unisuam se encarregará de realizar um projeto urbanístico sustentável para o local, cujo nome escolhido carinhosamente pela comunidade foi Parque do Maciço da Preguiça. Maciço, porque faz parte do Maciço da Tijuca; e ¨da Preguiça¨ em alusão a uma preguiça que foi filmada fugindo do local devido o barulho das obras do prédio ao lado. Ela será a mascote do Parque, pois além de querermos a preservação de seu habitat, precisamos espantar a preguiça na hora de divulgar práticas sustentáveis e de ensinar o descarte correto do lixo aos moradores de Botafogo. Na região já temos inúmeras ações que estão sendo praticadas isoladamente, mas não tem um local para que possam se organizar para colaborar com o poder público na busca de um meio ambiente mais equilibrado.

Salientamos que somos moradores que se articulam há cerca de cinco anos na Praça Radial Sul, e temos dimensão do que é pedido. O Instituto Ecoflora de Atividades Ambientais, há dezenas de anos vem reflorestando áreas como partes das faces leste e sul do Pão de Açúcar. Juntos com a Galeria Zagut e AMAB, queremos fazer uma ação de reflorestamento com adensamento e enriquecimento de espécies da Mata Atlântica na área verde que restou na Rua Ministro Raul Fernandes, 133.


Esta ação fará parte da Call Action - Art for your World, evento mundial em torno da questão da crise climática.


Precisamos do apoio da Prefeitura para nos conceder acesso ao terreno, e contamos com a presença de um representante, se possível o Sr. Secretário. A ação terá bastante visibilidade, pois estamos convidando também a imprensa para a divulgação do evento.


Ficamos à disposição para o diálogo e para colaborar, e se for o caso, buscar parcerias público privada para que este local se torne um referencial na educação ambiental em Botafogo.


Instituto Ecoflora de Atividades Ambientais, Amigos da Praça Radial Sul, Associação de Moradores e Amigos de Botafogo (AMAB) e Espaço Zagut.






0 comentário

Posts recentes

Ver tudo