• AMAB

Perigo que vem do céu

Heliponto da FGV na torre Oscar Niemeyer, praia de Botafogo, ameaça o sossego de instituições de ensino, hospitais e moradores vizinhos

Vista aérea simulada pelo programa de medição de ruído.

O projeto de um heliponto na torre Niemeyer, ocupado pela gigante Vale S.A., aterrisou na AMAB, no último dia 23. A associação foi procurada pelo engenheiro responsável pelo licenciamento ambiental da prefeitura, que demonstrou preocupação com o impacto do ruído naquele local. Um estudo técnico preliminar apontou que o modelo de aeronave proposto para o heliponto – EC 155, da Airbus (foto) – possui potência sonora de 89,91 decibéis, enquanto o máximo permitido pelo zoneamento urbano da localidade é de 50 a 55 decibéis. Isso representa um impacto sonoro significativo, sobretudo quando se sabe que nove aeronaves vão fazer uso diário da plataforma para transportar diretores e acionistas da empresa. Apesar das muitas dúvidas, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) já deu sinal verde ao projeto.


Em parecer de 11 de janeiro deste ano, técnicos do setor de licenciamentos da prefeitura sugeriram que fossem “publicadas as exigências no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro (DOMRJ), para dar publicidade ao procedimento de licenciamento ambiental”. Por se tratar de uso e ocupação do solo, os técnicos recomendaram ainda que o projeto fosse encaminhado à Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU), “pelo potencial impacto urbanístico no local, bem como interferência em eventuais licenciamentos na região, especialmente na área de influência relativa às rampas destinadas aos pousos e às decolagens de helicópteros”.


Procurada pela prefeitura, a AMAB tem prazo de dez dias para se manifestar contrariamente ao projeto. Diante da urgência, a AMAB

Modelo de helicóptero escolhido ultrapassa a quantidade de decibéis permitida.

vai promover uma reunião extraordinária no próximo dia 28, às 19h, para discutir o projeto, com a presença de técnicos especialistas em ruído Marco Nabuco e Denise Torreão. A reunião, aberta ao público, será na rua Barão de Itambi 34 – salão de festas.

Posts recentes

Ver tudo

Vaquinha promovida pela AMAB

A AMAB convida proprietários de imóveis de Botafogo - que se beneficiaram do fim da cobrança de enfiteuse graças à ação iniciada, há 22 anos, pela associação - a contribuirem com a vaquinha cujo objet

© AMAB 2018 Direitos reservados. Criação: Augusto Brito Design Studio

  • Facebook ícone social