• AMAB

Fim da linha para a poluição do metrô


No último dia 20, a presidente da AMAB, Regina Chiaradia – acompanhada de alguns moradores da rua Barão de Itambi, em Botafogo – compareceu à audiência de mediação entre a promotoria de Tutela Coletiva e Meio Ambiente do Ministério Público Estadual e a Cia Metrô Rio, no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A causa da audiência foi a poluição atmosférica provocada pelo respiradouro do metrô situado ao lado do prédio 42 da rua.


Na audiência, ficou demonstrado que, apesar das inúmeras reclamações, a Cia Metrô Rio nada fez pra interromper a poluição atmosférica provocada pela fuligem que sai do respiradouro, contaminando o ar – laudo anexado ao processo comprova a existência de partículas cancerígenas – e sujando as moradias do entorno. Como não foi possível nenhuma conciliação, a ação deve prosseguir. Os assistentes técnicos do MP atribuíram à causa o valor de R$3 milhões.



Respiradouro do metrô, na rua Barão de Itambi

Posts recentes

Ver tudo

Vaquinha promovida pela AMAB

A AMAB convida proprietários de imóveis de Botafogo - que se beneficiaram do fim da cobrança de enfiteuse graças à ação iniciada, há 22 anos, pela associação - a contribuirem com a vaquinha cujo objet

© AMAB 2018 Direitos reservados. Criação: Augusto Brito Design Studio

  • Facebook ícone social